Desenvolvimento passa pelo desenho

Incentivar seu filho a desenhar é uma forma de ajudá-lo a se desenvolver. Pais e escola devem estar unidos no estímulo à criatividade da criança. Ao começar a desenhar, ainda que sejam rabiscos (para os adultos, pois as crianças descrevem perfeitamente o que desenharam), surge um mundo novo, infinito, onde tudo pode acontecer.

Desenhar é como uma brincadeira que exercita a imaginação. A criança é capaz de contar uma história a partir do que desenhou. É importante dar liberdade para que ela desenhe o que quiser. Não se deve forçar a criança a copiar objetos reais, isso é um processo que ocorre naturalmente, da mesma forma que rabiscos são tudo, menos rabiscos.

Mas para que ela mantenha o interesse na atividade, convém oferecer papéis diferentes, coloridos, com texturas variadas. Para o desenho, as opções são muitas, desde os lápis às canetas, lápis de cera, giz etc. Quanto mais opções ela tiver, mais vai querer experimentar, reduzindo as chances de enjoar da brincadeira. Melhor ainda será se for criado um espaço específico para o desenho, com a mobília adequada ao tamanho da criança.

Embora os pais não devam determinar o que e como desenhar, é fundamental que participem do processo e façam sugestões. Com o tempo, o traço vai melhorando, a criança passa a identificar todas as cores e a retratar o seu ambiente e as novidades e descobertas.

Ao passear em locais inéditos para seu filho, estimule-o a depois desenhar o que viu e dê livros específicos. Quem sabe você não tem um Michelangelo em casa?

Mais acessadas

Fases do Desenvolvimento Infantil (0 a 6 anos)

Berçário, Pré-Maternal, Maternal I, Maternal II, Jardim A e Jardim B
Faixa etária: 0 aos 6 anos

"A trajetória que uma criança percorre desde que começa a deixar de ser bebê (dependência total), até começar a se transformar em um ser mais independente e autônomo está relacionado tanto às condições biológicas, como aquelas proporcionadas pelo espaço familiar e social (escola), com o qual interage."

Saiba como substituir um alimento por outro

Seu filho não gosta de maçã? Não tem problema, há diversos alimentos que podem substituir essa fruta. A seguir, saiba como substituir certos alimentos por outros que oferecem os mesmos nutrientes. Também confira dicas para se aproveitar melhor os alimentos – em uma receita ou com algum ingrediente.

• A ABOBRINHA pode ser substituída por abóbora japonesa, berinjela, chuchu e moranga, que são fontes de minerais. Coloque-os na lasanha (foto), por exemplo.

• A BANANA pode ser substituída por abacate, mamão e morango, que ajudam a regular as taxas de colesterol. Batidas, compotas ou tortas são possibilidades.

• O BRÓCOLIS pode ser substituído por couve-flor, couve e repolho, que agem contra o câncer. Refogue e misture no arroz. Ou sirva cozido junto a molhos.

• A COUVE pode ser substituída por acelga, escarola e espinafre, aumentando as defesas do organismo. Coloque em omeletes, suflês, panquecas e massas.

• A MAÇÃ pode ser substituída por goiaba, laranja e pera, que são igualmente ricas em fibras. A dica é misturar na salada ou fazer um suco com uma fruta.

Para quê a criança brinca?

Os jogos, inicialmente, eram encarados como oportunidades de descarga de energia para as crianças, atividade que se explicaria por si só. Hoje há unanimidade em que o brincar tem função essencial no processo de desenvolvimento da criança, principalmente nos primeiros anos de vida nos quais ela tem de realizar a grande tarefa de compreender e se inserir em seu grupo. Constitui a função simbólica, desenvolver a linguagem, explorar e conhecer o mundo físico. Desde bebê a criança dedica grande parte de seu tempo à exploração do mundo material no qual está inserida de forma que o possa compreender e utilizar.

Últimas do Blog

Seu filho quer um cachorro, e agora?

Decidir atender ao desejo do seu filho e aumentar o número de integrantes da família é uma decisão séria que precisa ser muito bem pensada, pois vai exigir mudanças na rotina e responsabilidade de todos com o novo membro.

Desenvolvimento passa pelo desenho

Incentivar seu filho a desenhar é uma forma de ajudá-lo a se desenvolver. Pais e escola devem estar unidos no estímulo à criatividade da criança. Ao começar a desenhar, ainda que sejam rabiscos (para os adultos, pois as crianças descrevem perfeitamente o que desenharam), surge um mundo novo, infinito, onde tudo pode acontecer.

Facebook

Somos 5 Estrelas

 

Conheça a Escola Mundo do ABC

Umas das Poucas Escolas de Porto Alegre
Certificada pelo Conselho Municipal de Educação

(51) 3381-8201

Av. Iguaçu, 321 - Petrópolis

mundodoabc@mundodoabc.com.br